QUEDAS DO IGUAÇU – MPPR identifica casos de nepotismo na Prefeitura e na Câmara e recomenda exonerações

O Ministério Público do Paraná, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Quedas do Iguaçu, Centro Sul Paranaense, expediu recomendações administrativas buscando coibir dois casos de nepotismo na Câmara Municipal e na Prefeitura da cidade. O MPPR sustenta que as duas situações estão em desacordo com a Súmula Vinculante nº 13, do Supremo Tribunal Federal, que veda a nomeação de parentes de até terceiro grau de agentes públicos, bem como ferem os princípios constitucionais da gestão pública.

A recomendação para o Executivo foi encaminhada nesta quinta-feira, 10 de agosto, e relata a irregularidade na nomeação de uma servidora como assessora na Secretaria do Município – ela vive em união estável com o filho da prefeita. O caso do Legislativo Municipal, com recomendação expedida em 2 de agosto, trata de uma servidora comissionada que ocupa o cargo de diretora-geral da Câmara e convive em união estável com o filho de uma vereadora.

Nas duas situações, a Promotoria de Justiça recomenda a exoneração das servidoras, a revisão dos quadros funcionais (para evitar outras situações que caracterizem nepotismo) e que não sejam feitas novas nomeações que contrariem a deliberação do STF.

Informações para a imprensa com:
Assessoria de Comunicação
Ministério Público do Paraná
(41) 3250-4469

Notícias recentes

Compartilhar