Jornal Voz do OesteJornal Voz do Oeste

SÃO MIGUEL DO IGUAÇU TEMPO
01122021082444

Saúde  |  Quinta, 07 de Outubro de 2021, 09h34min

Plantão na Saúde – URGENTE! Denúncia Grave em São Miguel do Iguaçu.

Sites de notícias
Fonte: www.jornalofarol.com.br
Pinterest Facebook
Plantão na Saúde – URGENTE! Denúncia Grave em São Miguel do Iguaçu.

Colunista: João Maria

Foto: Revista Veja - Uma denúncia grave que está circulando nas redes sociais, por uma página denominada Plantão na Saúde, criada no face book no dia 27 de setembro, está deixando todo mundo apreensivo, principalmente com relação a um dos trechos da denúncia.

 “O que pode ainda piorar a imagem do Hospital, seria uma eventual greve generalizada e a divulgação de documentos do Conselho Interno de Ética, que apontam possíveis falhas no atendimento e que podem ter resultado em óbito de paciente. Lamentável o tratamento aos profissionais de saúde, que se expuseram quando a sociedade mais precisou. Sem acordo, novos capítulos sombrios se aproximam”.

 Isso é muito grave e deve ser apurado com urgência, urgentíssima pelo Ministério Público..., “...divulgação de documentos do Conselho Interno de Ética, que apontam possíveis falhas no atendimento e que podem ter resultado em óbito de paciente”.

 Ainda segundo esta denúncia, “além de colecionar recentes denúncias relacionadas à assédio moral entre colaboradores, o hospital está há mais de 3 meses SEM PAGAR os médicos! Vale ressaltar que a instituição também é bancada pelo SUS, dinheiro seu, e é administrada pela Pró-Saúde, organização com graves acusações de corrupção e que, o ex-padre responsável, o senhor Wagner Portugal, já confessou que desviava dinheiro!!!”

 “Uma instituição que não respeita o seu funcionário, vai respeitar um paciente?", indaga a nota, que não traz assinaturas ou nomes de pessoas, apenas o título “Plantão Saúde”, mas, pelo visto, tem origem, procedência e o respaldo da equipe de funcionários do Hospital, tendo em vista que já foi compartilhada por centenas de pessoas e com muitos comentários de pessoas que lá trabalham, inclusive.

 O Hospital, atualmente é administrado por uma das maiores Organizações Sociais dedicada à gestão de hospitais públicos no país, a Pró-Saúde e tem como Diretor Geral, Wagner Portugal.

 Em matéria divulgada pela Revista Veja, no último dia 27 de julho, ex-funcionário desta Organização, dizem que “ex-padre desvia dinheiro de Organização Social de Saúde...”

 A matéria mostra que Wagner Portugal, é um executivo de trajetória incomum. “Ele não veio do setor privado, mas das fileiras da Igreja Católica, onde foi ordenado padre em 2004 – ofício que exerceu até ser expulso, treze anos mais tarde”, por tocar atividades financeiras próprias, o que é proibido pelo Vaticano.

 Segundo a revista, mesmo com o escândalo, ele se mantém próximo da cúpula da Santa Sé no Brasil e acabou guindado a diretor, depois ao comando da Pró-Saúde.

 E, pelo visto, continua super ativo e recebendo visitas indesejáveis dos amigos da Lei. “A partir de 2017, a Lava-Jato fluminense enredearia a Organização em operações que miravam casos de corrupção em hospitais do Rio de Janeiro. Portugal chegou a firmar em termo de delação premiada em que confessava ter participado de um esquema de desvio e fastou-se oficialmente, mas nunca de fato da entidade, que voltou a pilotar em 2020 – e lá segue”.

 Em 2021, “uma nova denúncia encaminhada ao Ministério Público Federal do Rio bate à porta do ex-sacerdote, acusado de, em plena pandemia, empregar recursos públicos da saúde gestados pela Pró-Saúde para sustentar uma vida de luxos e mordomias. Leia mais em: https://veja.abril.com.br/brasil/ex-padre-desvia-dinheiro-de-organizacao-social-da-saude-diz-denuncia/

 Enfim, mais uma denúncia gravíssima envolvendo o setor de saúde e a farra com o DINHEIRO PÚBLICO.  Tentei por mensagem contato com o proprietário do hospital - mas até a publicação desta matéria, não obtive retorno. 

 
11082019200120
 
22072021094357

Notícias mais lidas

Mais notícias

04082021103720